Lipoaspiração e Lipoescultura

A lipoaspiração é realizada para se retirar excesso de gordura de alguma ou algumas áreas do corpo a fim de aprimorar o contorno corporal. Neste procedimento retira-se o excesso de gordura entre a pele e o tecido muscular.  As áreas mais comumente operadas são:

  • abdômen;
  • dorso;
  • flancos;
  • culotes;
  • face interna das coxas; e
  • braços.

Muito se fala sobre lipoaspiração e seus riscos, todo mundo conhece alguma história. Desta forma a pergunta é: como fazer uma lipo com maior segurança? Esta deve ser a principal preocupação, a segurança. Portanto o procedimento deve ser feito em hospital com infraestrutura adequada e devem ser realizados todos os exames pré-operatórios, tais como prova de coagulação, hemograma, ultrassom e outros, conforme orientações médicas. Além de que só devem ser operados pacientes com boa indicação.

É importante ressaltar que lipoaspiração não emagrece, apenas retira a gordura localizada. Segundo a Sociedades Brasileira de Cirurgia Plástica, que é o único órgão autorizado pelo Conselho Federal de Medicina a habilitar o cirurgião plástico a realizar este tipo de procedimento, o total de gordura retirado em uma lipoaspiração não deve exceder o limite de 5% a 10 % de peso corporal ideal, pois após este limite, os riscos aumentam progressivamente.

Existe muita publicidade relacionada à lipoaspiração, mini-lipo, mega-lipo, hidro-lipo e diversas outras. Porém, a essência sobre este procedimento é a mesma: modelagem do corpo, por meio da retirada de células gordurosas fazendo uso de uma cânula e vácuo. Algumas destas técnicas eventualmente ficam na moda e logo caem em desuso, converse com o seu cirurgião plástico para tirar as suas dúvidas e saber qual a melhor técnica no seu caso. A mini-lipo, por exemplo, somente pode ser aplicada para pequenas áreas, pois existe o fator limitante da quantidade de anestésico local que se pode usar durante um procedimento, assim se forem mais áreas a indicação é de uma lipoaspiração normal, pois será realizada uma anestesia segura e um procedimento que realmente entregue o resultado esperado.

O tempo de duração da cirurgia depende das áreas que precisam de tratamento, podendo durar até 2 horas, e a recuperação varia entre 5 e 15 dias.

Lipoescultura

Usada quando a gordura retirada é tratada e enxertada nas áreas onde se deseja que haja um aumento de volume, como glúteos, lábios, canelas e depressões secundárias a traumas. Parte da gordura é reabsorvida pelo corpo, portanto deve ser enxertada uma quantidade maior do que a necessária, compensando assim a parte da gordura que será reabsorvida.

Orientações pós operatórias
priaa (2)
Lipoaspiração:

Cinta: manter durante 24 horas por dia, por 45 dias , após este período pode retirar a cinta por curtos períodos. Após 45 dias deve-se usar apenas para atividades físicas e para dormir, após 60 dias liberada do uso da cinta.

Drenagens : duas a três vezes por semana .

 

Alimentação : manter a alimentação habitual, moderar a quantidade de sal da alimentação e ingestão de embutidos. Tomar no mínimo 2 litros de agua por dia. Dê preferência para frutas , principalmente suco de laranja e outras ricas em vit C, e verduras , que serão importantes para sua cicatrização. Evitar comidas apimentadas e frituras .

 

Repouso: evite atividades físicas e desgaste . Permaneça em repouso

Sol após 90 dias. Piscina e praia após 60 dias .

 

Estas orientações são gerais , podendo haver alterações de acordo com a evolução do pós operatórios .

Possíveis Complicações :

Alterações de sensibilidade , dormência , formigamentos ou ainda coceira. Na grande maioria dos casos esta alteração volta ao normal dentro de 3 meses. Mínimas pacientes podem evoluir com redução de sensibilidade a longo prazo .

Trombose: Complicação que pode ocorrer em qualquer procedimento cirúrgico, o uso da meia elástica é o principal modo para prevenção, além das botas de compressão pneumática intermitente utilizadas durante a cirurgia e em alguns casos individualizados uso de medicação.

Embolia gordurosa : uma complicação que pode ocorrer raramente em procedimentos muitos longos

 

Infecção: muito raramente podem ocorrer infecções graves por germes hospitalares , que deverão ser tratadas em tratamento especifico. Mais frequentemente as infecções ocorrem pela própria flora do paciente , ou contaminação de germes da comunidade . A maioria dos casos as infecções são facilmente controladas com uso de medicações. Pacientes com diabetes e aterosclerose tem maior risco de apresentar infecção.

Seroma formação de líquidos no subcutâneo da área operada , ocorre mais frequentemente nas pacientes que não obedecem repouso regularmente , pois a movimentação prejudica a cicatrização dos vasos linfáticos .
GetFileAttachment (2)
Tardias :

Fibrose: após a lipoaspiração você notará áreas endurecidas e presença de nódulos, com as drenagens e redução do edema essas áreas irão retornar ao normal. Porem em alguns casos, mais frequentemente associado a falha da drenagem, mal uso da cinta ou cicatrização anormal , essas áreas endurecidas e nódulos não regridem , evoluindo como cicatrizes internas e com acumulo de fibras de colágeno , formando nódulos. Realizando as drenagens de pós operatório corretamente e com uso da cinta a fibrose regride naturalmente . em alguns casos é necessárias outras medida como carboxiterapia .

Irregularidades e assimetrias : assim pode ocorrer assimetrias entre os lados , na maioria dos casos isso pode ser resolvido com um retoque de lipo .

Flacidez , após a Lipoaspiração é ocorre a retração da pele , porem esta pode não ser o suficiente para atingir o resultado desejado. Toda vez que engordamos a pele que é elástica estica, porem ao se retirar apenas a gordura como nas lipo a retração da pele pode não ser o suficiente e assim pode existir um excesso de pele em relação a gordura levando ao aspecto de flacidez. Na maioria dos casos antes da cirurgia pode-se prever graus de flacidez, em raros casos pode ocorrer sem previsão previa, de acordo com a qualidade da pele do paciente . As áreas mais frequentes são abdômen e interno de coxas . E desta forma se a flacidez é muito intensa o melhor tratamento seria a dermolipectomias ou dermo de coxas . Em alguns casos é preferível apresentar algum grau de flacidez , pois a retirada do excesso de pele pode não compensar .

 

1 Response

  1. uma amiga fez com a doutora luciana e eu gostei muito do resultado.

Deixe seu comentário

certificado-1

×

certificado-2

×

certificado-3

×

certificado-4

×

certificado-5

×

certificado-6

×

certificado-7

×

certificado-8

×

certificado-9

×

certificado-10

×

certificado-11

×

certificado-12

×

certificado-13

×

certificado-14

×

certificado-15

×

certificado-16

×

certificado-17

×

certificado-18

×

certificado-19

×

certificado-20

×

certificado-21

×

certificado-22

×

certificado-23

×

certificado-24

×

certificado-25

×

certificado-26

×

certificado-27

×

certificado-28

×